Descrição da técnica de Facoemulsificação (Dr. JAK)

Fonte: J.A. Kleiner MV, MSc

Cirurgia de Catarata em um cão.
   Cirurgia de Catarata em um cão.

A Oftalmologia Veterinária é uma parte especializada da Medicina Veterinária que vem evoluindo grandemente nos últimos anos, não só com relação aos medicamentos empregados no tratamento das diversas doenças oculares, mas também quanto aos equipamentos utilizados nos mais variados procedimentos cirúrgicos, dando-se um destaque especial à cirurgia da catarata. A lente ou cristalino é uma estrutura avascular, transparente e biconvexa localizada logo atrás da íris, na frente do humor vítreo e sustentada na sua região equatorial pelos ligamentos zonulares ou suspensórios do corpo ciliar. É formada de 1/3 de proteínas e 2/3 de água e outros componentes (lipídeos, aminoácidos, eletrólitos e carboidratos). Esta alta concentração protéica é responsável pelo alto índice de refração lenticular, o que, juntamente com a acomodação, constituem-se na sua principal função. O volume da lente canina é de aproximadamente 0,5 ml e possui 7 mm de espessura no eixo antero-posterior e 10 mm de diâmetro. O envoltório capsular possui 8 a 12 µm de espessura no seu equador, 50 a 70 µm na cápsula anterior e apenas 2 a 4 µm na cápsula posterior. O termo catarata é usado para definir uma opacificação parcial ou completa do cristalino (cápsula e/ou núcleo), impedindo a passagem da imagem e causando perda parcial ou completa da visão. O mecanismo básico da formação da catarata é dado pelo desarranjo protéico lenticular e dentre as causas principais podemos citar a hereditariedade, diabetes melito (hiperglicemia), Inflamações intraoculares, traumas oculares, degeneração avançada da retina, substâncias tóxicas e radiações. A catarata aparece mais comumente em cães do que em gatos sendo as raças Poodle Toy, Cocker Spaniel, Schnauzer, Pequinês e Dachshund mais predispostas. O único tratamento existente para a catarata é sua remoção cirúrgica, sendo que o procedimento de eleição para tal é a facoemulsificação (fragmentação da lente com uso de ultrassom). A cirurgia de catarata mudou dramaticamente nos últimos anos considerando-se as técnicas cirúrgicas empregadas. Com a evolução da facoemulsificação e mais recentemente com o implante de lentes intraoculares dobráveis especialmente desenhadas para animais, o procedimento tornou-se mais rápido, os resultados obtidos muito melhores (95% de sucesso), menor trauma operatório e o desconforto pós-operatório mínimo, devolvendo o estado de emetropia aos pacientes operados. Leia a técnica de Facoemulsificação seguida do implante de Lente Intraocular acrílica dobrável passo a passo.

 

Visualize e/ou imprima o artigo na integra em PDF Clicando Aqui.

 

 

© 2016 Vetweb. All rights reserved | Design by VoxxDesign.com | Administração

>